Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

AS ÁRVORES MONUMENTAIS DE SINTRA: A SOBREIRA DOS FETOS

 

As árvores são monumentos vivos e devem de ser considerados como tal.

Algumas árvores são importantes sob o ponto de vista histórico, cultural e estético, contribuindo assim para religar os habitantes aos sítios, e, sendo mais um elo para reforçar o sentimento de pertença das pessoas aos locais onde habitam ou que frequentam.

Plantadas junto aos caminhos, estradas e nas quintas as árvores referenciam memórias que doutro modo seriam esquecidas.

No concelho de Sintra existem inúmeras árvores notáveis pelo seu porte e longevidade, algumas já declaradas de interesse público e outras que o deveriam ser.

Conhecer este património é importante para que as pessoas ao passarem junto delas as olhem com atenção e sejam guardiães da sua preservação.

Iremos referir as árvores do concelho de Sintra consideradas de interesse publico.

Começaremos pelo sobreiro do Largo da Quinta do Relógio, na freguesia de S. Martinho mesmo em frente da Regaleira.

Segundo José Alfredo da Costa Azevedo, no seu livro “Velharias de Sintra I”, “este sobreiro é também conhecido, pela SOBREIRA DOS FETOS, porque está coberto de fetos que nascem, fruto da humidade da sua cortiça virgem”.

Na Quinta do Relógio, passou a “Lua de Mel”, a Rainha D. Amélia e o Rei D. Carlos, em 22 de Maio de 1888.

Ainda segundo José Alfredo, a Rainha D. Amélia costumava dizer “ vale mais a sobreira dos fetos que Cascais e Estoris junto”.

 

Este monumento “vivo” merece a atenção de toda, e, até uma visita de propósito. Facilmente identificável porque tem uma vedação de ferro, deveria contudo, ter uma placa informativa, em várias línguas, para chamar a curiosidade das pessoas.

 

A sobreira dos fetos, foi declarada árvore de interesse público, por despacho publicado no Diário da República II Série de 28 de Novembro de 1996. Tem uma idade aproximada de 350 anos, sendo por isso uma das mais antigas do concelho de Sintra.

Publicado por Júlio Cortez Fernandes às 22:36
Link do post | Comentar
1 comentário:
De Pedro Nuno Teixeira Santos a 22 de Janeiro de 2008 às 23:49
Felicito-o pela divulgação deste património natural.

É de lamentar apenas a ausência de uma placa identificativa, situação comum, infelizmente, na larga maioria de árvores classificadas no nosso país. E, sobretudo, é de lamentar que não haja um maior número de árvores classificadas em Portugal, o que em parte resulta das "podas radicais" realizadas na maioria dos municípios portugueses.

Vou referir estas árvores no meu blogue.

Comentar post

Mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 6 seguidores

Pesquisar neste blog

Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes

SERRAS DAS MINAS; FREGUES...

INSIGNES QUINTAS COM NOM...

TOPONÍMIA SINTRENSE - GIG...

FEIRA DAS MERCÊS: TEMPO D...

FEIRA DAS MERCÊS HÁ SETE...

ÁRVORES NOTÁVEIS NO PARQU...

MOTIVO DE SATISFAÇÃO

SIGNIFICADO DO TOPÓNIMO ...

GUARDIÃO DA ALDEIA

AQUI OS PINHEIROS BRAVOS ...

Arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

tags

todas as tags

Favoritos

RESOLVER "ENIGMA" RELACIO...

BEM FADADO OU MAL FADAD...

Links sobre o autor

Fotografia do Cabo da Roca: Jason Weaver
blogs SAPO

subscrever feeds