Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

A MAIS ANTIGA REFERÊNCIA A OLIVAIS EM SINTRA

A urbanização desregrada do solo do Municipio Sintrense, teve entre outras consequências, uma que foi o desaparecimento dos olivais existentes.O ilustre Professor  Orlando Ribeiro, Académico e Investigador, que viveu algum tempo em Vale de Lobos no concelho de SINTRA no seu estudo: "SIGNIFICADO ECOLÓGICO, EXPANSÃO E DECLÍNIO DA OLIVEIRA EM PORTUGAL" publicado em 1979 refere: "(...)de 1437 é um alvará régio que permite aos moradores de Sintra e Colares e seus termos...possam em seus paães vinhas OLIVAIS ortas soutos e pomares matar quer porcos monteses & ceruos que hy acharem". Esta será a mais antiga referência a olivais na região.

Na actualidade restam alguns nucleos de oliveiras e na toponímia nomes como: Zambujal, Zambujeiro e Olival que estão relacionados com a Oliveira e a produção de azeite.

Nos terrenos adjacentes a Autoestrada de Sintra, A16 a ser inaugurada até ao final deste mês, podemos encontrar muitos Zambujos.O azeite que se extrai do fruto da oliveira a azeitona, servia entre outras aplicações para iluminação. A autoestrada A16 que ligará a CREL a A5, é como uma "luz ao fundo do tunel", para melhorar a mobilidade de quem habita nos bairros mais populosos de Sintra.

Vai permitir a quem mora na Rinchoa, Mira Sintra ou Agualva por exemplo poder deslocar-se para qualquer zona de Portugal sem ter de passar por Lisboa. Além disso fará a ligação directa do concelho de Sintra ao novo Aeroporto de Lisboa através da A10 e Ponte da Leziria, sem necessidade de utilizar a Ponte Chelas/Barreiro.

Estamos no limiar duma nova era para Sintra que se perfila como uma nova centralidade  na Área  Metropolitana. As vezes diz-se que as palavras são como as cerejas, neste como as "azeitonas".

sinto-me:
Publicado por Júlio Cortez Fernandes às 14:20
Link do post | Comentar

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
16
18
21
22
23
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

MOTIVO DE SATISFAÇÃO

SIGNIFICADO DO TOPÓNIMO ...

GUARDIÃO DA ALDEIA

AQUI OS PINHEIROS BRAVOS ...

LOUREIRO NO PARQUE

PLÁTANOS ALAMEDA SENHORI...

ÁRVORES NOTÁVEIS DO PARQU...

O CEDRO DA RUA DA FONTE -...

MOINHO DE MARÉ DA SAMARRA

MORADA DO GUERRILHEIRO

Arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

tags

todas as tags

Favoritos

RESOLVER "ENIGMA" RELACIO...

BEM FADADO OU MAL FADAD...

Links sobre o autor

Fotografia do Cabo da Roca: Jason Weaver
blogs SAPO

subscrever feeds