Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2017

PADRE ALBERTO NETO (1931-1987)

Cumpre-se em 2017, o trigésimo aniversário da morte do senhor Padre Alberto Neto, tragicamente desaparecido em circunstâncias rodeadas de mistério.

Não conheci pessoalmente, actividade sacerdotal desenvolvida ao longo da sua curta vida, profícua e importante, dela ouvi falar com respeito e carinho pelas pessoas que tiveram privilégio de privar com ele. Pároco na Freguesia de Rio de Mouro, as homilias proferidas na antiga, já demolida, capela da Rinchoa, ficaram na memória de quem ouviu.

O nome foi atribuído a dois estabelecimentos de ensino do concelho de Sintra, em Queluz e Rio de Mouro. Não tenho dúvida da singularidade e grandeza da personalidade de Alberto Neto.

A propósito gostaria de partilhar algo, para realçar a estatura moral do padre Alberto.

No livro de José António dos Santos dedicado a D. Albino Cleto, (1935-2012) bispo emérito de Coimbra, grande amigo do Padre Alberto, o autor narra o seguinte :

"O cardeal Cerejeira em determinada altura mandou chamar Padre Alberto, supondo ser assunto grave dada animosidade dos sectores mais conservadores da igreja perante  a actividade pastoral do prelado, para não ir sozinho pediu a D. Albino Cleto para o acompanhar. Conversa longa,quando saiu D. Albino perguntou  se tinha sido repreendido,e seria transferido?. Nada disso aconteceu. O cardeal incitou  Padre Alberto a continuar o seu labor como sempre. No fim desejou que padre Alberto  o confessasse, assim fez..."

O cardeal convocando o Padre Alberto para calar os detractores, demonstrou grande apreço pelo sacerdote.

Em Rio de Mouro existe estátua em memória do pároco erigida onde estava a demolida capela da Rinchoa, a actual Junta de Freguesia, mandou embelezar a envolvente de modo a dignificar o local.

Homens como Padre Alberto Neto Simões Dias, continuam vivos,são exemplo para  quem acredita na fé e na humanidade. 

P8173560.JPG

 

 

Publicado por Júlio Cortez Fernandes às 17:54
Link do post | Comentar
2 comentários:
De maria isabel costa simões a 25 de Agosto de 2017 às 16:50
Viva Senhor Júlio Cortez Fernandes
Ao fazer uma pesquisa encontrei no seu blog um assunto sobre o Padre Alberto Neto, que também me é familiar.
Vivi em Lisboa durante alguns anos e tive o privilégio de assistir a muitas homilias do nosso saudoso Padre Alberto, na capela do Rato. Era um verdadeiro prazer,para nós paroquianos, "comungarmos" semanalmente com as palavras proferidas pelo nosso padre Alberto durante a homília. As suas palavras eram proferidas com entusiasmo, amor, compreensão, determinação, verdade, fé, solidariedade... e tantos outros atributos, envoltos sempre de nobres sentimentos humanos.
Mais tardiamente, em 1973, soube da sua saída da capela do Rato, muito ligada à JEC (juventude estudantil cristã), não sabendo mais notícias do nosso saudoso padre. Entretanto a minha vida também sofreu mudanças tendo regressado às minhas origens beirãs onde ainda exerço a minha atividade profissional (professora). Por casualidade, encontrei há uns anos alguém, não me ocorre quem, falando-se do Padre Alberto que também conhecia como pároco em Rio de Mouro, dando-me a triste notícia da sua morte. Também, e por casualidade encontrei um livro "testemunhos de uma voz incómoda" sobre o padre Alberto da Texto Editora e adquiri-o. Nele encontro algumas das suas palavras proferidas em homilias e é um prazer ler, pois parece que as suas palavras continuam a fazer eco dentro de mim, toda aquela "profundidade" com que eram proferidas e que marcaram a nossa vida.
Bem haja pela sua lembrança e que a mensagem de Deus, transmitida pelo padre Alberto, se mantenha viva em nós.
Isabel Simões

De Júlio Cortez Fernandes a 27 de Agosto de 2017 às 17:32
Cara Isabel Simões
Grato pela visita,e amáveis considerações. Volte sempre , recomende o blog, se achar útil.
Cumprimentos
Júlio Cortez Fernandes

Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
16
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

SIGNIFICADO DO TOPÓNIMO ...

GUARDIÃO DA ALDEIA

AQUI OS PINHEIROS BRAVOS ...

LOUREIRO NO PARQUE

PLÁTANOS ALAMEDA SENHORI...

ÁRVORES NOTÁVEIS DO PARQU...

O CEDRO DA RUA DA FONTE -...

MOINHO DE MARÉ DA SAMARRA

MORADA DO GUERRILHEIRO

A FLORA DA RINCHOA DURANT...

Arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

tags

todas as tags

Favoritos

RESOLVER "ENIGMA" RELACIO...

BEM FADADO OU MAL FADAD...

Links sobre o autor

Fotografia do Cabo da Roca: Jason Weaver
blogs SAPO

subscrever feeds