Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo de novo a Ocidente

O MEDRONHEIRO QUE CRESCEU NA CIDADE...

O medronheiro é um arbusto de folhas persistentes as quais se mantêm sempre verdes. Pode durar dezenas de anos e atingir o porte duma árvore. Designa-se em diversas zonas ervedeiro.

Em Portugal é espontâneo em zonas serranas, principalmente na Cordilheira Central nos Vales do Zêzere e Ceira e na serra de Monchique no Algarve, o seu fruto quando está maduro torna-se vermelho vivo e tem um sabor adocicado. Da sua destilação resulta a conhecida aguardente de medronho. Segundo alguns autores a origem do nome Madrid Capital de Espanha vem de MADRIL que significa medronhal.

Por razões desconhecidas alguém enterrou um pé de medronheiro trazido, talvez de alguma serra  beiroa... Por sorte não o confundiram com alguma erva daninha e não foi arrancado. O meio adequado permitiu uma boa adaptação, a planta cresceu,  hoje com cerca de 25 anos, atingiu uma dimensão assinalável.

Está plantado no canteiro junto à Calçada da Rinchoa no cruzamento  com a Praceta do Rouxinol, bem no coração da "cidade" sintrense. Na época em que os seus frutos vermelhos cobrem o chão muitos transeuntes se interrogam "QUE ÁRVORE SERÁ ESTA"?

O seu aspecto sempre verde, era para os antigos um símbolo de imortalidade...

Para quem passa talvez possa sugerir uma reflexão, lembrando que  não há muito tempo antes do homem ocupar o espaço para seu benefício, o sombreado verde dos medronheiros fosse uma das características da paisagem da Rinchoa, como demonstra este pujante MEDRONHEIRO.

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D