Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo de novo a Ocidente

AS ÁRVORES COMO SÍMBOLOS MÁGICOS

As árvores além da sombra e da madeira, proporcionam as populações outros motivos justificando o seu plantio em determinados locais. Algumas espécies como o TEIXO serviam  para assinalar os locais de enterramento dos fiéis junto de igrejas e Ermidas. Ainda hoje nas ASTÚRIAS, no Norte de Espanha, existem teixos milenares em adros e cercanias de templos.

Os Celtas consideravam o teixo uma árvore funerária. Outras crenças difundiram a ideia de que a sombra da figueira não é saudável porque segundo a tradição Judas que traiu CRISTO, enforcou-se numa.

Poderíamos evocar muitos outros exemplos, ficaremos pelas "mágicas" propriedades associadas aos FREIXOS. Referimos em anterior apontamento uma possível razão para se encontrarem estas árvores nas imediações dos locais de culto cristão. Deparámos  com um robusto provavelmente secular,  junto da IGREJA MATRIZ de Rio de Mouro no concelho de  Sintra, cujo orago é NOSSA SENHORA DE BELÉM. Este templo foi mandado construir no século XVI pelos Frades Jerónimos do Mosteiro da Penha Longa  fervorosos devotos da VIRGEM DE BELÉM.

O freixo que no presente se encontra na via pública deveria em tempos recuados estar no terreiro do adro. Segundo (Chevalier e Gheerbrant 1982) ao freixo atribuía-se a propriedade de afugentar as serpentes dos locais onde estivessem plantados.

Na Bíblia simbolicamente a serpente representa o pecado. Poderia ser esta outra das  razões porque se plantariam freixos na envolvente dos Templos. Pretendia-se que tais sítios estivessem resguardados dos "Pecados do Mundo",  para isso, um meio adequado seria recorrer ao "poder mágico" da árvore que as serpentes temem? O FREIXO é uma planta "virtuosa".

As árvores  são elementos indispensáveis para  compreender a cultura dos Povos.

Cada árvore notável  destruída é algo que não se pode remediar porque com ela se esfuma um pouco da nossa memória colectiva. Proteger as árvores é um  dever da CIDADANIA.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D