Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo de novo a Ocidente

IN MEMORIAM DO MEU COMPANHEIRO E AMIGO CÃO

O meu companheiro de muitas jornadas, com quem procurei sítios e árvores, retornou hoje à natureza... para onde todos iremos também.

Era um Cão de nome Paco um vulgar rafeiro, que só me deu alegrias ao longo de 13 anos.

Quando eu era criança na catequese ensinava-se que não deviamos rezar pelos animais, apesar de me ter tornado um descrente, considerava a recomendação excessiva, por isso acredito na possibilidade dos cães irem para uma espécie de "canil eterno" e quem sabe  ser viável aos donos que muito os estimaram voltarem a "desfrutar" da alegria dum reencontro?

Alguns talvez não compreendam este tipo de reacção, quando se perde um amigo dedicado como foi o caso do "meu" Paco.

Brincalhão a sua presença dedicada prolongou-se ao longo da adolescência das minhas filhas que lhe retribuiam igual carinho, assim como a minha mulher, enfim foi um elemento sempre presente nos bons e menos bons momentos da nossa vida familiar. Todos gostávamos dele.  Até o  novo membro da família, o meu genro não resistiu ao encanto do "nosso" Paco.

Nas saídas diárias o Paco quase sempre se servia do caule duma viçosa e jovem árvore para o seu "alçar da perna", vou lembrá-lo sempre que passar por ela.

Nada de lamentos, os cães têm uma constelação no firmamento onde terão lugar os cães do universo inteiro, deste modo alimentam o brilho das estrelas.

Sempre ouvimos dizer que quem não trata bem os animais não respeita o seu semelhante, o Paco nunca teve vida de cão, e  por isso ainda lhe ficarei grato porque ajudou a sentir com mais acuidade a necessidade de auxiliar todos aqueles pudermos, e que muitas vezes não falam e só nos olham com um olhar de infinita ternura pedindo a nossa atenção.

Como memória do Paco deixo umas imagens entre muitas que se guardarão no coração do dono...    

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D