Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo de novo a Ocidente

A PONTE DE CANTARIA SITUADA PRÓXIMO DA TALA NA ESTRADA BELAS -SINTRA

A antiga estrada(EN 250-1) que liga Belas à sede do Concelho de Sintra, foi traçada atravessando a Serra da Carregueira. Um pouco adiante do Quartel do Regimento de Infantaria nº1, passando a curva da Tapada dos Coelhos, rectificada para se abrir a auto-estrada A16,  a estrada torna-se  estreita, porque surge uma ponte, construída para permitir o atravessamento da regueira da Tala, cuja  nascente ocorre no interior da Quinta do Molhapão, percorrendo depois um pequeno curso até   desaguar na Ribeira da Jarda, junto à ponte medieval da Rinchoa, nas imediações da estação ferroviária  de Mira-Sintra Meleças. Centenas de automobilistas circulam diariamente pelo local desconhecendo o facto de transitarem sobre uma elegante construção, que resultou num belo trabalho de cantaria. O bom estado de conservação, advêm do projecto ter sido bem executado. Foi construída no inicio do século XIX, sobre ela passaram e passam, pessoas e mercadorias, de importância relevante para o desenvolvimento da região. Por ter sido pensada para um determinado tipo de tráfego, só possibilita a passagem de um veículo de cada vez, ainda bem assim o esforço sobre a ponte atenua-se. Nem pensem alargá-la; uma obra de arte como esta deve ser preservada porque faz parte do património sintrense. Deixamos as fotos para ser ver tal como está, assim quando passarmos no local e tiveremos de parar, cumprindo as regras da circulação não  encaremos o facto como contratempo, mas sim um contributo para a PONTE DA TALA continuar de boa "saúde" por muitos anos. Vindo do lado de Meleças, fica depois do semáforo existente na via, designada Avenida Dr. António Nabais, fundador dum prestigiado colégio situado nas proximidades.   

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D