Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo de novo a Ocidente

NO PRINCIPIO ERA CAMINHO DOS SILOS

 

Uma satisfação proporcionada pela pesquisa,é verificarmos a veracidade de algumas hipóteses aparentemente podiam parecer lendárias e fantasiosas.

Na freguesia de Rio de Mouro , Município de Sintra, antiquíssima aldeia das Covas, é exemplo disso.Existe antigo caminho, ligando esta localidade a aldeia de Paiões, cuja utilidade principal , para os moradores foi permitir , com maior comodidade aceder a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Belém, dai apelidarem tal via " caminho da Missa ".

No entanto, no começo, o motivo porque se abriu tal via, teve outra motivação. No tempo, muito anterior a fundação da nacionalidade Portuguesa.Os povos para guardarem cereal resultante de boas colheitas, para tempo de penúria, usavam armazenar o grão em covas abertas no solo:

 Abertas as covas, eram depois, " barradas" com argila, para impedir o cereal fosse contaminado pela terra.

Finalmente,  depositavam no interior  o grão, capacidade destes, " armazéns " variava de 10 a 20 alqueires, (600 a 1200 litros).Sendo a abertura tapada com pesada pedra.

Os terrenos de maior produção cerealífera desta área,  situavam-se em Paiões, o caminho permitindo transito de carretas e mais tarde carros puxados por animais, saia de Paiões por onde hoje é rua de Santo António, seguindo depois na direcção  das Covas.

Esta pratica, originou na toponímia, nomes, com " URRA , URROS, COVAS , HORREOS e CAMPO DE SILOS "

 O sitio seria escolhido pelas características do solo de arenito, abundância de argila, boa exposição solar.

Quando foi instituido concelho de Cascais, no reinado de D. Pedro I, aldeia permaneceu no concelho de Sintra; sendo administrativamente, freguesia de Rio de Mouro, e termo da Vila de Cascais, talvez porque os silos existentes, continuaram a ser utilizados por habitantes do novo Município?.

O caminho agora conhecido com sendo da Missa, foi de facto, no começo  durante séculos , " Caminho de Pão ", aqui apresentado a saída da povoação das COVAS

secretoret.JPG

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D