Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

CORRIDA NA PISTA DA BASE AÉREA DA GRANJA DO MARQUÊS

Num fim de semana entalado entre de Maio principio de Junho, nos idos de 1969,perdido em imensa multidão de malta nova, eu  próprio, jovem recruta, ao tempo, prestando serviço militar, sabendo já, por ter sido primeiro melhor classificado da especialidade, estava ao abrigo de ir " malhar " com as costas a guerra do Ultramar, mesmo assim, permaneci nas fileiras, 40 meses.

Divertia-me o melhor que podia, felizmente, empresa onde trabalhava antes da tropa, continuava necessitar da minha colaboração, por isso, propuseram-me trabalhar, á hora , de noite, depois de sair do quartel, "graveto "  dava ,confortavelmente,  para gastos..

No Domingo 31 de Maio, assisti a memorável corrida de automóveis, na pista da Base Aérea de Sintra, organizada pelo ACP, Automóvel Clube de Portugal; dia soalheiro , com nortada, rija, própria da região nessa época do ano.

Presentes os mais conceituados, pilotos daquele tempo, Francisco Romãozinho, conduzindo Alfa, curiosamente, Romãozinho, venceu Ralye de Portugal , que passou pelas então, " picadas " de Pampilhosa da Serra, onde quase escavacava o Citroren.

Adiante, além deste, compareceram , José Lampreia, o Sintrense Ernesto Neves, " Néné ", famoso extraordinário condutor, Peixinho , Nogueira Pinto, e outros.

A  prova mais importante,  ultima a realizar-se, destinada a carros de de grande turismo , e desporto,teve participação de oito concorrentes.Empolgante, despique Néné Neves,  ao volante do lendário  " Lotus 47 ", e Nogueira Pinto, dirigindo portentoso "Porche carrera 6".

Infelizmente Ernesto Neves, que ia alternando comando , com Nogueira Pinto, despistou-se sem consequenciais graves, possibilitando  vitoria do seu opositor.

Não tenho fotos, não havia telemóveis,  maquina fotográfica, deixei em casa, em Monsanto , Lisboa, onde então residia com meus pais,

Terminada função, fiz a pé, o percurso até apeadeiro de Algueirão, onde apanhei comboio,destino estação do Rossio.

Ainda deu tempo, beber umas imperiais na " Estrela Brilhante " , frente ao Coliseu , em Lisboa, local onde era cliente assíduo, para mim a melhor cervejaria da baixa; balcão corrido e bancos design únicos, ficarão para sempre no  imaginário, já fechou, com imensa pena.

Depois de táxi,rumei ao Forte de Monsanto. Belo dia, no entanto, agora apesar da pandemia,é melhor. Prego a fundo

grandprix.JPG

 

 

 

 

 

"AGUA DE ALBARRAQUE"

Em 22 de Abril de 1918, Albert Beauvalet requereu licença para explorar a nascente de água minero-medicinal, situada na freguesia de Rio de Mouro, concelho de Sintra a qual atribuiu a designação que serve de titulo ao nosso apontamento.

A pretensão foi colocada à discussão pública, e convidavam-se todas as pessoas a quem a referida concessão pudesse prejudicar, apresentarem as suas reclamações no Ministério do Trabalho, dentro do prazo de sessenta dias a contar daquela data.

Curiosamente o Edital era assinado, pelo Chefe de Repartição, Manuel Roldan y Pego. Os protagonistas do facto tinham ambos apelidos estrangeiros, será que já ao tempo os "nacionais" andavam distraídos quanto as riquezas naturais de Portugal?!...

Não sabemos ao certo se o projecto resultou, nem em que local seria a fonte, Albert Beauvalet, era engenheiro de nacionalidade francesa, entusiasta do automobilismo, sócio e dirigente do ACP (Automóvel Clube de Portugal), também piloto de corridas. Ao seu dinamismo como empresário ficou a dever-se a construção duma das primeiras grandes garagens para automóveis, em Lisboa na Praça dos Restauradores no sitio que  hoje é o hotel Eden e onde foram as cavalariças dos Condes de Castelo Melhor. Podemos afirmar que em termos de curiosidades esta nascente foi um "manancial".

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D