Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

RINCHOA DESAPARECIDA " O ROUXINOL " DA CALÇADA

O meu bairro, Rinchoa, antigo " estado livre", como lhe chamou Leal da Camara, integra o Município de Sintra, freguesia de Rio de Mouro. A exemplo do que sucedeu em muitos locais da area metropolitana de Lisboa, também aqui nas ultimas décadas, consequência de processo de urbanização acelerada, modificações na paisagem foram de monta.

Passado período da emigração em massa do campo para a cidade, durante anos 60 70 do século passado; depois chegada de milhares de compatriotas vindos das colónias,  na "ressaca" do processo descolonização. Avalanche de construção atenuou-se hoje praticamente, está parada.

A Rinchoa, nos anos 1980, ainda apresentava,alguns traços de ruralidade.Encontrei no arquivo, foto de sitio emblemático, onde na altura estava em laboração,um estabelecimento actualmente situado, noutro local do bairro.

Trata-se do "ROUXINOL", poiso certo para apreciar, no tempo asado caracóis, caracoletas assadas, pi-pis, pica-paus, pregos , bitoques,  Ah! cadelinhas, berbigão,búzios,  toda a espécie de marisco, sem esquecer, sardinhas nos santos populares...

Tudo confeccionado com esmero e sabor peculiar. Paravam no Rouxinol, muitos viandantes, e, também aqui vinham petiscar, gentes de outras zonas de Sintra, até de Lisboa.

No Rouxinol que conheço desde o inicio , durante anos, pontificou personagem popular,  fez no estabelecimento que era proprietário, durante, largos anos, as delicias da  clientela, com petiscos e imperiais, de " beber " inesquecível fruto do modo como eram " tiradas",  igualmente, a proverbial boa disposição e simpatia, contribuiam para atrair clientes.

Tudo deixou de existir na calçada da Rinchoa, fica imagem do sitio antes das construções terem " engolido " a paisagem.

arich.JPG

 

 

 

SABORES DA ROTA DO PREGO E DO BITOQUE

Já demonstrei a origem sintrense do petisco culinário "prego".

Esta particularidade permite desde há um século que o Município de Sintra, possa ser considerado território onde os pregos e bitoques são servidos e confeccionados com esmero inquestionável.

Desde o "primeiro" Arco-Íris em Rio de Mouro, foram surgindo disseminados por toda a geografia de Sintra, estabelecimentos onde a degustação dos pregos e bitoques é igualmente possível, com a mesma qualidade e proveito.

O  "Rui dos Pregos" estabelecido em Rio de Mouro, no Cacém, em Odrinhas e até nas  docas de Lisboa, é conjunto de "balcões" onde saborear o sintrense petisco é regalo para a vista e para o paladar.

Sou assíduo cliente no "Rui dos Pregos" do Cacém, aliás mais próximo de Rio de Mouro que do centro da vizinha freguesia. O serviço é sempre impecável, os empregados atenciosos e cordiais, permitem que semanalmente cumpra o ritual de saborear "pregos" qual  "faquir".

Bom proveito!

P7077515.JPG

P7077516.JPG

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D