Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

O PINHEIRO GRANDE DA RINCHOA.

A Rinchoa é rincão do concelho de Sintra, Freguesia de Rio de Mouro, onde deparamos amiúde com coisas e pormenores que cativam e dao ao sitio, singularidade que Leal da Câmara tão bem soube realçar.

No pátio do Colégio dos Plátanos, situado na avenida com o mesmo nome,e ocupa o edificio do antigo casino, cresce gigantesco pinheiro manso,objecto de extremados cuidados por parte da direcção daquele estabelecimento de ensino;não é para menos,a pouco relendo algumas das comunicações apresentadas para discussão ao "congresso",com temática relativa a Rinchoa, promovido por mestre Leal, em 1944, lemos uma com o titulo "RINCHOA A NOVA TORMES", da autoria do escritor e jornalista Armando de Aguiar,os excertos seguintes : "desde o casino ao gigantesco pinheiro que resistiu ao ciclone", mais adiante, " arrastou-se até ao pinheiro grande , e alongando a vista para os lados onde o disco solar começava a por um traço de fogo".

Ficamos cientes que pinheiro grande do colégio deve ser seguramente secular, monumento vivo, merece atenção.Esta árvore, a sobreira, junto a fonte do Rouxinol, outro pinheiro manso,na Estrada Marques de Pombal, também seculares,são testemunhos da singularidade e valia da urbe onde habitam mais de quinze mil pessoas.

PC244950.JPG

 

O CHOUPO UMA ÁRVORE "HERCULEA"

Ao longo do curso da Ribeira da Jarda, que já referimos, é conhecida por vários nomes até à foz, existem nas suas margens motivos  dignos de interesse por vezes, só depois de várias passagens reparamos neles. É o caso de um antigo choupo, certamente centenário que cresceu junto da ribeira, no trecho outrora, dentro da quinta grande de meleças, um pouco abaixo do açude da azenha de fitares.

Apesar do tronco carcomido tem robustez suficiente para resistir as fortes ventanias: o ciclone de 1941 que assolou Portugal, e as últimas intemperies causa do derrube de centenas de árvores na nossa região, com incidência no Parque do Palácio da Pena, em muitas quintas, e espaço público no concelho de Sintra. O choupo cresce melhor em terrenos húmidos, este encontra-se em local apropriado. Segundo as lendas gregas o choupo era consagrado a Héracles (Hercules), herói que  se distinguiu pela sua grande força e coragem.

É provavel nesta area ter existido outrora, um vasto conjunto de choupos. Leal da Câmara, quando "fantasiou" a urbanização da quinta grande, denominou artéria conhecida actualmente por: Avenida das Robínias, Avenida dos Choupos. Depois atribuiu-a noutro local da urbe. Porventura este será um dos exemplares que restam desse choupal desaparecido. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D