Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

MAESTRO ARLINDO CARVALHO.NOSSO VIZINHO FALECEU

Arlindo Carvalho ,professor maestro interprete,  e  autor de canções que foram exito populares faleceu no passad sábado no Hospital Professor Fernando Fonseca, com 86 anos de idade.

Natural da freguesia de Soalheira, concelho do Fundão, distrito de Castelo Branco,residia há  muito  em Massamá, concelho de Sintra.O funeral realizou-se hoje, na terra natal.

Uma das alunas da disciplina que lecciono na universidade sénior de Massamá, habita no prédio onde o maestro morava,a meu pedido,estava a diligenciar para falar pessoalmente com ele, seu admirador desde que comecei a escutar  na  rádio as suas canções, infelizmente não realizei  esse  desejo. Paz a sua Alma.

Não esquecerei melodias como "Chapéu Preto", "Fadinho Serrano", "Comboio da Beira Baixa", cantadas por Gina Maria.Acima de todas, "Castelo Branco", que tantas vezes trauteie.Homem de talento amava a nossa querida Beira Baixa que soube cantar como ninguém.Arlindo de Carvalho ficará na história da música popular portuguesa.

A Câmara Municipal de Sintra, e a União de Freguesias Massamá - Monte Abraão, deveriam promover uma justa homenagem ao nosso ilustre vizinho  Sintrense.

PA304768.JPG

 

AS DIVERSAS " SINTRA " DO MUNDO

O encanto e a paisagem mágica de Sintra exercem tal fascínio que muitos locais dentro e fora de Portugal, aproveitam todos os ensejos, para por um motivo ou outro, se compararem à nossa terra singular.

São conhecidas as designações de "Sintra do Alentejo" atribuída a Castelo de Vide, "Sintra da Beira" cognome de Alpedrinha no  concelho do Fundão, "Sintra do Algarve" como alguns rotulam Monchique; Saborosa assume ser a "Sintra do Douro". Em Cabo Verde na Ilha Brava encontramos a vila de Nova Sintra. Todas estas localidades justificam tais denominações, por serem semelhantes à sede do concelho de Sintra, nos aspectos climáticos e de coberto vegetal, sendo deste modo, verdes e frescas  émulas de SINTRA.

No entanto há outras características de Sintra, que servem de exemplo a povoações, que pretendem ser "Sintras" nesse domínio. Estamos a reportar-nos á escolha como residência e repouso de nobres e poderosos, que durante séculos tiveram as suas quintas não só na vila de Sintra, mas também no seu termo, em Colares, Rio de Mouro, Terrugem e outros dispersos lugares.
Numa recente publicação do Exmo.Ayuntamiento de Badajoz, intitulada Badajoz Y Elvas en 1811, pode ler-se sobre a batalha da Ilha de Leão,que se travou nas proximidades de Cadiz na Andaluzia precisamente naquele ano de 1811, o seguinte: "os restos (do exército) se acolheram a CHICLANA, (...) queimando tudo, o que é pena porque Chiclana é a Sintra de Cádiz, aonde os grandes têm as suas quintas mais formosas"p.384.

Esta povoação é hoje uma ridente cidade espanhola e centro turístico.Em qualquer sitio, quando se quer elogiar a graça e a beleza dum espaço o modo mais adequado é compará-lo com Sintra. Diversas Sintras, que prestam "homenagem" á "Mãe" de todas elas, que é: janela do Ocidente ,ponto de passagem do fulgor do sol para a tranquila claridade lunar, onde a luz vagueia entre as árvores envolta na bruma do oceano, SINTRA da serra do monte da lua.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D