Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

PENDOR REPUBLICANO DO JORNAL DE SINTRA

"Semanário regionalista - Independente ",slogan que ostentava no cabeçalho o prestigiado periódico,JORNAL DE SINTRA; paladino defensor dos interesses do Concelho,decurso da ditadura Estado Novista, sempre lembrou os ideais republicamos, instituídos em Portugal, pela revolução de 1910, mesmo nas circunstancias mais dificeis.

Em 1957, época de confronto entre partidários das liberdades democráticas, e  Salazaristas da linha dura, situação essa no ano seguinte motivou a candidatura do Marechal Humberto Delgado.

A propósito da comemoração do 5 de Outubro, Jornal de Sintra, publicava na primeira página :

                  

a5oct.jpg

Basta ler texto,para ficarmos convictos do republicanismo do Jornal de Sintra, e ao mesmo tempo, admirarmos a inteligência e sagacidade do seu director, contra ventos e mares, desafiando a censura pévia , escrevia : " VIVA A REPÚBLICA ",  brado então de indole  "subversiva "; e lembrando  regime vigente, apesar de tudo, era republicano.

FESTA DA COLOCAÇÃO DA PLACA TOPONÍMICA NUMA RUA

Uma rua tranquila em romantico e apascivel recanto da freguesia de Rio de Mouro , Sintra, ostenta placa com nome :

                                    

P5157463.JPG

 Afixada  por vontade dos moradores  de Rio de Mouro a qual a Câmara Municipal de Sintra, acedeu com prontidão. Tratou-se de justa homenagem ao semanário regionalista que muito pugnou e continua a pugnar pelo progresso do Município. 

Até aqui tudo bem , todavia , simples acto de descerrar a placa revestiu-se de solenidade e festa. No dia primeiro Dezembro de 1968, pelas 14 horas, na  presença do presidente da edilidade sintrense, Coronel Duarte Pedro,  demais autoridades da municipais e paroquiais , depois de salva morteiros e toque apropriado de  clarins, foi descerrada a placa toponímica ;  rua não apresentaria o pacato ar desta tarde.

P5157464.JPG

Resta , para terminar, referir após este acto os convidados  dirigiram-se a pé para sede da Sociedade União Primeiro de Dezembro pouco afastada deste local , onde se efectuaram  cerimónias comemorativas do 81º aniversário da Sociedade.O dia terminou com baile, " dedicado a família da colectividade em festa ".  Aqui fica história da colocação de " placa toponimica ", que se revestiu como poucas de muita pompa e circunstância.

INAUGURAÇÃO MONUMENTO A CRISTO - REI, EM MAIO 1959

O santuário em honra de Cristo- Rei, edificado em Almada , Área Metropolitana de Lisboa, foi inaugurado , em 17 de Maio de 1959, com a presença do Senhor Presidente da Republica  , Almirante Américo Rodrigues Tomás.

O acto revestiu-se de grande solenidade e fé,  centenas de milhares de pessoas assistiam e participaram nas cerimónias.Além de outos momentos solenes , houve um que marcou indelevelmente . quem teve oportunidade de participar, segundo  repórter do Jornal de Sintra ,  acompanhou o evento; Hino Nacional , entoado pela multidão , o maior coro jamais " formado " para cantar a Portuguesa, transformou-se no mais sentido e emocionante episódio da solenidade.

Não esqueçamos, naquele tempo toda a gente era obrigada a saber o " hino " de cor e salteado. assim não seria surpresa amplitude e fervor do canto da multidão. 

Sem mais delongas, deixo excerto da crónica publicada no numero 1316 , 26 Maio 1959 do JORNAL DE SINTRA.

acrei.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D