Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tudo de novo a Ocidente

PADRE AGOSTINHO DA MOTA - UM HOMEM GENIAL

No Município de Sintra , viveram e deixaram a sua " marca  " insignes cidadãos , alguns injustamente esquecidos ou pouco conhecidos ,  cujo exemplo de vida  merece ser destacado.

Um deles, o padre franciscano , Fei Agostinho da Mota, de nome secular Joaquim ,natural da freguesia de São Pedro de Cerva, concelho de Ribeira de Pena, distrito de Vila Real, Trás - os- Montes, nasceu em 5 de Julho de 1875,  faleceu na cidade de Lisboa em Outubro de 1938.

Homem de carácter e dilatada cultura eclesiástica e profana, orador de grande eloquência, os sermões que proferiu são considerados ao nível de Padre António Vieira.Jornalista director da revista franciscana " A Voz de Santo António " publicada em Lisboa de 1895 a Maio de 1910 .

Fundou na década 1920, a secção masculina, cidade dos rapazes, do orfanato escola Santa Isabel, situado em Albarraque Rio de Mouro - Sintra, cujas instalações definitivas seriam construidas em 1942 , mediante projecto do arquitecto António Lino.

 Agostinho da Mota em discurso proferido nas instalações do orfanato perante altas individualidades do Estado, no Dezembro de 1935, referiu falando do orfanato  " Eis a nossa obra. É pouco ? É muito ? É bastante ? É o suficiente ?

É pouco  para quem trás dentro da Alma o ardor e a paixão,do infinito. É muito para quem já fez tudo o que devia fazer. É bastante para quem mais não pode fazer. Mas não é o suficiente para quem vê e sente as mais tristes realidades da vida , das quais as primeiras vitimas são precisamente as criancinhas, que se contam por milhões. e concluiu "Vós tornastes possível uma obra impossível,  Consolidai-a. fortificai-a aumentai-a eternizai-a ". Nesta ocasião recebeu das mãos do Senhor Presidente da República Oscar Fragoso Carmona a Grã Cruz da Ordem de Mérito. 

A obra continua de pé e sólida agora debaixo da protecção da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. e cada vez mais devemos honrar e dar a conhecer o homem que a " sonhou " Padre Agostinho da Mota

ags.jpg

 

OBRA DO ARQUITECTO ANTÓNIO LINO NA FREGUESIA DE RIO DE MOURO/SINTRA

António Lino, ilustre arquitecto natural de Lisboa, nasceu em 1909 e faleceu em 1961 na mesma cidade, concluiu  o curso de arquitectura na Escola Superior de Belas Artes, igualmente em Lisboa.

De sua autoria diversos projectos relevantes, como por exemplo: a colunata do Monumento de Cristo Rei em Almada, a igreja de São João de Deus no município de Sintra, segundo dados dos serviços camarários são da sua responsabilidade, obras de beneficiação no palácio da Quinta da Regaleira, uma moradia unifamilar em Galamares e a colónia de férias para os filhos dos empregados da CUF, em Almoçageme.

De acordo com elementos obtidos na minha investigação, que divulguei publicamente pela primeira vez, na Sessão Extraordinária da Assembleia de Freguesia de Rio de Mouro do último  29 de Março p.p. no período antes da ordem do dia,  também é de sua "lavra" o projecto das instalações do Orfanato Escola Santa Isabel em Albarraque, freguesia de Rio de Mouro inauguradas em 1942-1943, e respectiva capela aberta ao culto em 1944, cujo alçado principal podemos apreciar. Notam-se algumas semelhanças com a fachada principal da Igreja de São João Deus, na lisboeta Praça de Londres.

acapela.jpg

 

O nome do autor do projecto, é visível numa das peças desenhadas  dos edifícios do Orfanato Santa Isabel de Albarraque, António Lino aproveitaria a mesma ideia para aplicar na colónia de férias da Cuf.

 

al.jpg

Importa também referir que António Lino, pertenceu ao MRAR: movimento de renovação da arte religiosa, onde entre outros se integraram os arquitectos: Nuno Teotónio Pereira, Braula Reis, José Maia e Jorge Viana este último autor do projecto da Igreja da Sagrada Família, edificada no Bairro da Tabaqueira. 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Curiosidades sobre o autor

Comentários - Alvor de Sintra

Quadros para crianças

Sites e Blogs de Interesse

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D